A magia secreta dos esboços.

Por: Clarissa Paiva - 25/09/2019


Imagem Clarissa Paiva

Meu nome é Clarissa Paiva e sou artista, ilustradora e arte educadora. O meu trabalho se manifesta por meio do desenho figurativo, por isso escolhi falar sobre uma etapa um pouco escondida, mas ao mesmo tempo fundamental: o esboço.

O que o esboço representa para você? "Esboço", também conhecido como rascunho, estudo, rabisco, planejamento, processo, esquema, sketch, croqui, "work in progress", doodle, qualquer outra palavra para a expressão inicial feita para construir sua ideia, trabalho ou obra. Onde mora esse esboço? Qual importância damos a ele (se alguma)?

Por acaso são os seus esboços que você costuma mostrar? São esses que a gente emoldura, compartilha e adora? Quantos esboços encontramos em uma exposição de arte? Em catálogos e livros e portfólios? Se não são mostrados, será que têm algum valor ou importância?

E aqueles casos de artistas famosos que criptografavam seus estudos, ou destruíam seus cadernos (ou os guardavam a sete chaves)? Na sua opinião, nós deveríamos mostrá-los ou deixá-los secretos? Entre tanto segredo, é comum acreditar que o artista simplesmente faz a sua obra, como se ele sentasse ao cavalete e a obra surgisse instantaneamente por meio de seus pincéis. Sabemos que a obra é o resultado de incansáveis horas de estudos, medições, testes e experimentações visuais, um processo de criação árduo que geralmente não vemos expostos em livros de história da arte ao aprender sobre um novo movimento. Essas etapas são reveladas apenas em seus esboços e cadernos particulares.

Talvez seja por isso que tive muitos alunos preocupados com o processo de "aprender a desenhar". Esses já têm uma definição específica a respeito do que é um desenho "bem-feito", algo que os meus alunos de cinco anos de idade jamais se preocupariam. Por isso eu brinco: desenhar a gente sempre sabe. Nós sabemos aos cinco anos e sabemos agora. O que precisamos aprender (ou reaprender) é a esboçar, a errar, a rabiscar, a riscar, e a arriscar, e consequentemente, a valorizar esse esboço, a trabalhar a favor dele com o intuito de descobrir o nosso caminho. Precisamos aprender a deixar o gesto nos levar, a investir o tempo necessário, sem nos preocupar com "erros" ou "acertos".

Ao longo dessa nossa busca incansável de expressão visual e ilustrativa, muitas vezes a grande maioria dos nossos esboços permanecerão escondidos, abrigados em páginas de uma quantidade absurda de cadernos, em versos de folhas, em papéis nada nobres. Isso quando não vão parar na lixeira. A verdade é que a trajetória do desenho está lá nos esboços. A magia da criação visual vive nas horas rabiscadas e despretensiosas, nos papéis amassados de cantos dobrados. Muitas vezes a gente chega em um lugar não esperado, mas sempre será um lugar bem-vindo. Mas na hora H? Como podemos iniciar a esboçar? Muitas vezes quando estamos prontos para começar, nós nos deparamos com uma coisa que gera um turbilhão de emoções e anseios: O papel em branco. O papel em branco representa todas as nossas dúvidas e angústias ao criar - o que vou fazer? Por onde começar? E se eu fizer "errado"? E se eu não gostar? O esboço é a resposta direta a essa ansiedade. O esboço mostra como o papel em branco é um maravilhoso convite para infinitas possibilidades. Um novo papel em branco representa novas oportunidades de descobertas. Dessa forma, o esboço é o pontapé inicial da criação visual e ao mesmo tempo são os alicerces que sustentam o nosso processo.

Independentemente de como você trabalha criativamente, lembre-se que o esboço é todo seu e de que ele necessita de um tempo especial. É o seu momento para pensar, raciocinar, planejar, bagunçar, brincar, experimentar, cortar, colar, virar tudo que você sabe do avesso e começar tudo de novo. O esboço não é algo feio muito menos vergonhoso que deve ser escondido ou apagado. Pelo contrário, por isso aproveite-o para colocar tudo fora, rabisque, suje e borre. Não tenha medo de se manifestar no papel de forma lúdica. E (isso é importante) NÃO APAGUE! Se você colocou uma linha em lugar não desejado, não pegue a borracha. Deixe todas as evidências para você encontrar o caminho, afinal, saber o que não queremos é tão importante quanto saber o que queremos. Por isso encare como o seu momento de descoberta.

Sinta-se verdadeiramente livre para escolher o seus materiais e suportes. Não gosta de cadernos? Tudo bem, use folhas avulsas. Não quer cair na tentação de apagar? Use uma caneta nanquim ou esferográfica. Segure o seu lápis (ou qualquer instrumento que tiver em mãos) com calma e leveza, sem força ou tensão desnecessária e rabisque, até você se encontrar nos emaranhados.

Não precisa mostrar para ninguém, mas e se você quiser? Pode. Ele é seu, pode fazer o que bem entender. E se mesmo assim, você não gostar?
Vire a folha e tente de novo.

Imagem Clarissa Paiva


Dicas para esboçar de forma livre, prazerosa e com gestualidade:
- Use um papel para rascunho num tamanho maior do que você acha que precisa
- Segure o seu lápis (ou caneta, ou pincel, etc.) com leveza e mais longe da ponta, como se você estivesse segurando algo delicado como uma borboleta ou um beija-flor
- Lembre-se que a pior coisa que vai acontecer é você não gostar do resultado, então não tenha medo de trocar a folha e começar de novo!
- Encontrou algo interessante? Agora sim podemos transferir o desenho para o papel necessário para arte-finalizar!



Imagem Clarissa Paiva


Clarissa Paiva atua como ilustradora, arte-educadora, autora e designer. Ao longo de seus 15 anos de carreira, criou a sua marca e estúdio Adorável Selvagem, participou de diversas exposições e feiras de ilustração e quadrinhos, ganhou diversos prêmios.



Comentários:

Para comentar você precisa estar logado.

Renata Aires 06/01/2020 12:00:58

Amei suas dicas, virei sua fã. 😘

Rebeca Arruda 15/11/2019 16:32:03

Dicas de ouro. Já vi que eu preciso de um caderno só para esboço, coisa que eu não costumo ter. Sempre acabo finalizando o desenho quando começo a desenhar😉

Yowane Shiro 25/10/2019 09:12:24

Adorei as dicas <3 Estou num bloqueio criativo feio, mas as dicas sobre o esboço e a sua importância vão me ajudar muito. Parabéns pelos lindos desenhos ^.^

Emanuelle Torres 15/10/2019 12:46:12

Muito lindooo... parabéns pelo seu trabalho......